segunda-feira, outubro 09, 2006

(sem título)

ele diz que as minhas palavras têm a justa medida
e o peso adequado que convém.
dizem o bastante, mais que isso seria já
demasiado (acrescenta)

sorrio, orgulhoso

visito pela noite
o grande mestre quantificador de palavras e sentidos.
mora dentro de mim
algures entre o peito, a cabeça
e a ponta dos dedos

tem uma balança minúscula
que preza acima de todas as coisas

dou-lhe os parabéns

óptimo trabalho, senhor
óptimo trabalho

2 comentários:

Júlia disse...

Dizer apenas o que. Forma de se dar só o que possa ser para todos os leitores e que só quem escreve sabe. Ou de se dar o que se pode, porque as palavras não bem coladas ao que temos dentro. (Quem escreve dá?)

Beguinha disse...

Muito bom. Muito bom. Saio daqui cheia de poesia!