segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Maria Teresa

lembro-me de ti nas visitas de estudo a sintra.
sentavas-te nos primeiros bancos do autocarro
logo atrás dos professores
a mochila malcheirosa
das sandes de carne, da fruta assada

hoje vi-te no metro, pequena figura.
tens a afectação das pessoas
que forram os livros para esconder o título.
andas tristonha
arrelias-te se adormecem ao teu lado
suspiras um pouco

não te conheço, maria teresa
tu foste da minha escola
e eu nunca te conheci

2 comentários:

Beguinha disse...

Acho que essa é uma daquelas figuras de todas as escolas, de todas as turmas. E como te imagino no último banco do autocarro, longe dos professores. Mas eu não fui da tua escola, muito menos da tua turma...

nils disse...

Enquanto espero o sopro da tua tartaruga, é bom ver que tens temas e poesia no teu quotidiano. Gostei!