segunda-feira, novembro 15, 2010

Ninguém dirá

ninguém dirá com acerto ou justiça
que aqui não tentámos o bastante
que aqui não tentámos
um pouco que fosse.
fugir também é mudar um pouco
e o inverso, fugir mudando,
livrou-nos de todos os perigos
que imaginámos, sem conhecer.
ninguém há-de portanto nos dizer
que aqui não tentámos com empenho
a construção de um refúgio
ou o adiamento da ruína.
ficará o feito de um intento
até que nos esmague a notícia do fracasso

3 comentários:

Beggars: disse...

É um hino dos viajantes ;).
Adorei!

Espero que esteja bem, menino. E como vai o seu nenem e a Zofia?

Abraços,
Karinna

João Miguel Henriques disse...

Tudo bem por aqui. Mas aquela criança não é nossa, era apenas o meu afilhado que nasceu recentemente. Obrigado pelas palavras :) Um beijinho

Beggars: disse...

Oi João. Ih, desculpe o mal entendido rsrsrs. Só vi sua resposta agora. Tudo de bom pra vocês :) Beijos!