sábado, março 10, 2007

e ao chegar a estação do abandono
a prematura luz da manhã fria
tu pedias, arde
arde hoje imenso
o tempo urge

eu hesitava
tremendo
e perguntava
quem depois cuidará das minhas cinzas?

3 comentários:

Beguinha disse...

Emocionas-me...

Vivis disse...

uma escrita sentida.
...
muito, e sinto ...

Francisco disse...

muito bom, JR, muito bom!e eu que nao te deios parabéns quando te encontrei na faculdade...
francisco