sexta-feira, janeiro 20, 2006

Reger

Não há nenhum quadro perfeito e não há nenhum livro perfeito e não há nenhuma peça de música perfeita, disse Reger, esta é que é a verdade e esta verdade permite que uma cabeça como a minha, que durante a vida inteira não tem sido senão uma cabeça desesperada, continue a existir. A cabeça tem de ser uma cabeça que procura, uma cabeça que procura os erros, os erros da humanidade, tem de ser uma cabeça que procura o fracasso. A cabeça humana só é efectivamente uma cabeça humana quando procura os erros da humanidade. A cabeça humana não é nenhuma cabeça humana quando não se põe à procura dos erros da humanidade.
Thomas Bernhard, Antigos Mestres

2 comentários:

Flor da Pele disse...

há cabeças que são verdadeiros erros. da humanidade, não sei. a tua, de longe, não o é. saudades.

Gabriella Marenzio disse...

muito bom. Nada como o erro para seguie evoluindo. Nada que nos faça mais humanos.
Muito bom.